Serviços Públicos baseados em Direitos Humanos

30 Junho 2021

Construir uma metodologia

Uma abordagem baseada nos direitos humanos é uma metodologia de trabalho baseada nos princípios fundamentais dos direitos humanos reconhecidos internacionalmente. Visa promover, proteger e cumprir os direitos humanos e a democracia na prática, integrando normas, padrões e princípios do direito internacional dos direitos humanos.


Neste contexto, o direito internacional estabelece as obrigações dos Estados de agir ou de se absterem de agir a fim de promoverem e protegerem os direitos humanos e as liberdades fundamentais dos indivíduos ou grupos.
Nesse sentido, pode considerar-se que os titulares de direitos são todos aqueles a quem se dirige uma política, programa ou serviço. Por outro lado, os Estados e as instituições governamentais são considerados detentores de deveres, responsáveis por cumprir e fazer cumprir os direitos humanos para todos, de acordo com a Declaração Universal dos Direitos Humanos e devem capacitar os titulares de direitos para reclamarem os seus direitos e os detentores de deveres para cumprirem as suas obrigações.

Considerando a conceção e prestação de serviços, nomeadamente serviços públicos, uma abordagem baseada nos direitos humanos pode trazer benefícios claros:

  • Aumenta e reforça a participação da comunidade;
  • Promove a transparência do Estado e a Administração Aberta;
  • Contribui para resultados concretos;
  • Melhora a responsabilização do Estado e dos detentores de deveres;
  • Reduz as vulnerabilidades, concentrando-se nos mais marginalizados e excluídos da sociedade.

Essencialmente, tal abordagem pode promover mudanças eficazes e sustentadas, uma vez que os programas e serviços baseados nos direitos humanos demonstram ter um maior impacto nas normas e valores, estruturas, políticas e práticas de uma sociedade democrática.
Há dois tipos de perspetivas que podem ser consideradas no contexto dos serviços públicos baseados nos direitos humanos:

  • Serviços que contribuem diretamente para a realização dos direitos humanos fundamentais, incluindo serviços relacionados com o acesso à saúde (por exemplo, consultas médicas), educação (por exemplo, matrículas escolares ou admissão ao ensino superior) ou proteção social (por exemplo, serviços de acesso a apoios específicos ou benefícios sociais).
  • Serviços genéricos, que não contribuindo diretamente para o cumprimento dos direitos fundamentais, devem também ser acessíveis, transparentes e disponíveis, independentemente do perfil dos cidadãos (por exemplo, serviços relativos ao acesso à nacionalidade, cumprimento de obrigações sociais ou fiscais).

Desenho de Serviços Públicos Baseados em Direitos Humanos

Guia de Princípios Orientadores

Princípios orientadores para uma abordagem aos serviços públicos baseada nos Direitos Humanos.

Link externo
logotipo logotipo logotipo logotipo logotipo logotipo