Serviço Público como Laboratório Vivo

OBJETIVO
Com o objetivo de desenvolver um programa de experimentação foi montado um laboratório vivo num serviço público. Este programa teve duas fases distintas. A primeira fase consistiu em fazer evoluir e testar protótipos relacionados com o atendimento presencial através da interação constante com cidadãos e funcionários.

A segunda fase foi desenhada com o propósito de testar soluções tecnológicas desenvolvidas pela Administração Pública, quer estivessem em fase final de desenvolvimento ou já ultimadas, identificando as dificuldades sentidas pelos cidadãos na sua utilização. O propósito era verificar a viabilidade do serviço público ser usado como laboratório vivo independentemente do suporte das soluções a teste ser tecnológico ou não.

Através deste programa promoveu-se a colaboração de cidadãos e funcionários no desenvolvimento das soluções e estabeleceu-se, assim, um modelo de inovação aberto e colaborativo. Foram portanto chamados a participar neste modelo aberto, seguro e transparente especialistas do ecossistema de inovação para dar suporte técnico ao LabX no desenho, desenvolvimento e avaliação de protótipos em contexto real. A Loja de Cidadão de Aveiro, onde se realizam vários serviço públicos, foi o espaço selecionado para montar o laboratório vivo.

BENEFICIÁRIOS
O Laboratório Vivo foi criado para as entidades públicas, no entanto, também existiu benefícios para cidadãos e empresas.

INICIATIVAS DE EXPERIMENTAÇÃO

O laboratório vivo teve duas fases distintas:

Fase I – Atendimento presencial: os protótipos estiveram a ser otimizados com os contributos de cidadãos e funcionários, e simultaneamente sujeitos a monitorização e avaliação. Com este ponto de partida foram construídas duas vias de experimentação, com diferentes parceiros, a Design Factory de Aveiro e com o Laboratório de Design de Equipamento (ProjectLabb) da Escola de BelaArtes da Universidade de Lisboa, que garantiram um suporte técnico adicional a esta intervenção.

Fase II – Soluções tecnológicas: em resposta ao desafio colocado pelo LabX às entidades públicas via CTIC, foi identificada uma solução com as condições de elegibilidade para ser testada neste espaço e na janela temporal definida: o portal autenticação.gov. Em colaboração com a Fraunhofer Portugal e no âmbito da atribuição do selo ouro de usabilidade e acessibilidade, os testes de usabilidade ao portal foram alargados a cidadãos com necessidades especiais e foi sujeito a avaliação heurística.

logotipo logotipo logotipo logotipo logotipo logotipo